Veja como fazer um cachepô de fibra de côco

cachepô de fibra 2Quem vive em cidades grandes e principalmente mora em apartamentos, geralmente reclama que não tem um quintal para chamar de seu. Realmente a falta desse item deixa muita gente (principalmente as pessoas que adoram bastante espaço para cultivar flores e plantas) um pouco triste.

Mas você sabia que é possível ter plantas e flores lindas em casa e em belos vasos suspensos, reciclados e que você mesma pode fazer? Nesse tutorial vamos ensinar o passo a passo para fazer um lindo cachepô de fibra de côco 100% reciclado e ótimo para ornamentar suas plantinhas. Veja como é que se faz!

Material:

  • 1 litro de adesivo natural;
  • 2 pacotes de 150 g de fibra de coco reciclado;
  • Forma de alumínio de 20×20 cm;
  • 1 m de arame;
  • Alicate de corte;
  • Alicate de bico;
  • Tesoura;
  • Luvas de borracha;
  • 8 varas de bambu de 50 cm por 3 cm de diâmetro;
  • Cipó sintético;
  • 4 pedaços de arame galvanizado na medida de 6 cm;
  • 4 varetas de bambu de 3mm;
  • Martelo;
  • Furadeira;
  • Cola Branca;
  • Serra.

Modo de Fazer:

  • Para começar a fazer seu cachepô de fibra, pegue a serra e corte os bambus. Cruze as varetas de bambu e deixe 10 cm em cada extremo dos bambus;

 

  • Faça com  furadeira dois furos em cada bambu e nas duas extremidades, com 5 cm de distância de um furo para o outro. Use a alicate para cortar a vara de bambu em pinos de 3 cm;
  • Cole os bambus unindo um ao outro usando cola. Faça o encaixe do pinos de bambu e depois dê algumas batidinhas com o martelo para que haja uma fixação melhor das peças. Para deixar os bambus bem unidos, amarre cipó sintético dando até 4 voltas neles. Para cortar os excessos, é só usar uma alicate;

 

  • Agora que a armação do cachepô está pronta, vamos fazer o cachepô. Para isso primeiro você tem que pegar as 150 g, de fibra de coco reciclado e juntar com o adesivo natural. Use luvas pois a mistura fica bem viscosa e deixe 2 horas de molho e depois é só moldar um pouco numa assadeira de 20×20 cm que será a base do cachepô e a outra em um vasinho pequeno de plástico. O tempo de secagem é de 2 dias, depois disso é só desenformar e começar a preparar o cachepô;

cachepô de fibra

  • Com uma serrinha, corte o vasinho ao meio, pois uma parte será colada a base e fixada nos bambus. Depois de cortado, é só passar o arame galvanizado pela frente do cachepô e depois passando por trás da base. Repita o processo agora na parte de cima, fazendo um ganchinho na parte de trás da base que ficará presa a parede.

Depois disso é só colocar um pouquinho de terra e a planta ou flor que desejar. Agora você poderá ter várias flores e plantas em sua casa, mesmo que seja um pequeno apartamento, e cultivar um belo jardim vertical.

Aprenda a fazer lindas velas artesanais

velas-decorativas-luminarias_MLB-O-45738973_4303Não importa o momento, a época, o dia, as velas sempre deixam um toque especial em qualquer ambiente. Seja a luz delas em um jantar romântico ou em uma oração diante do santo preferido, velas tem um ar apaixonante e místico em sua essência de trazer mais bem estar e tranquilidade.

O mercado de artesanato nas vendas de velas artesanais cresceu bastante nos últimos anos e você também não pode ficar fora dessa oportunidade de ganhar dinheiro com objetos tão especiais e simbólicos. Quer aprender de vez a fazer velas artesanais? Veja neste passo a passo como fazê-las e ganhar um dinheirinho com elas.

Material:

  • 3 kg de parafina;
  • Assadeira;
  • Faca;
  • Goma laca incolor;
  • Molde quadrado 15x15x15 cm;
  • Pincel;
  • Ferro de passar;
  • Maçarico;
  • Glitter na cor que preferir;
  • Uma imagem em papel para fazer decoupage na vela (escolha o motivo que preferir);
  • Tesoura;
  • Panela de alumínio;
  • Purpurina;
  • Termômetro.

Modo de fazer:

  • Primeiro pegue a parafina e derreta na panela de alumínio a 90°C, usando o termômetro para atingir essa temperatura sem correr o risco de esquentar demais. Depois é só colocar a parafina derretida no molde, usando o pincel e deixar secar por aproximadamente 1 hora;
  • Depois desse tempo, corte com a faca uma margem de 1 cm e retire o líquido do centro da vela e depois com o maçarico, faça o acabamento. Caso não saiba usar o maçarico, você pode aquecer bem a faca e ir fazendo o acabamento da mesma forma. Espere por volta de 3 horas ou até estar completamente firme para desinformar;
  • Para colocar a imagem na vela, use as medidas laterais da vela e sobreponha o papel, passando o ferro de passar sobre ela na temperatura de lã, isso irá fixar a imagem na vela. Não esqueça de fazer movimentos de fixação da imagem na vela do centro para as laterais;
  • Para finalizar, passe a goma laca incolor em toda a vela e aplique o glitter nas laterais e a purpurina nas bordas superiores da sua vela.

Pronto! Sua primeira vela artesanal está pronta e agora você pode usar sua criatividade e fazer várias e de muitos modelos diferentes e começar a vender suas criações. Boas vendas!

Como fazer um suporte para cozinha

suporte-de-cozinha1Toda cozinha que se preze, precisa estar sempre limpa e organizada, e ter por exemplo um pano de prato sempre a mão, para secar a louça ou mesmo na hora de fazer algum alimento ou atender o telefone. O pano de prato precisa estar em um local fácil e visível e por isso ter um suporte para ele na cozinha, ajuda muito por agiliza o serviço e deixa tudo arrumadinho.

Neste artigo, vamos aprender a fazer um suporte para pano de prato, com a carinha de um elefantinho lindo, mas que você pode pegar a ideia, usar a criatividade e fazer outros bichos ou objetos como suporte. Veja a seguir os materiais e o passo a passo para seu suporte de cozinha.

Material:

  • Cola branca;
  • Tinta a óleo na cor branca, azul e preto;
  • Rolo liso para abrir massa;
  • Cortador redondo de 7 cm de diâmetro;
  • Olhos móveis n° 10;
  • Jogo de boleadores e estecas;
  • Pinça;
  • Verniz fosco ou vitral;
  • Fita dupla face.

Modo de Fazer:

  • Para fazer seu suporte de cozinha, faça uma bolinha com o biscuit azul de aproximadamente 4 cm de diâmetro e depois de uma achatada nela. Com a esteca ( acessórios próprios para trabalhos artesanais), marque o centro na vertical e também na horinzontal;
  • Coloque os olhos móveis na parte superior e depois coloque a tromba. Para fazê-la é só fazer uma coxinha alongada e depois usar um boleador e um buraquinho na ponta da tromba. Para deixa-la ereta e no jeito para ser um suporte para pano de prato, marque o centro da tromba e depois com as mãos dobre a tromba e com a cola branca, fixe-a no rosto do elefante;
  • Para fazer as orelhas, pegue uma bolinha azul de biscuit de 5 cm de diâmetro, abra com rolo liso e depois use a esteca para cortá-la ao meio;
  • Para deixar parecendo orelhas de elefante, pegue uma metade e marque as extremidades com o boleador. Repita a mesma ação na outra metade;
  • Use a cola branca e cole as orelhas nas laterais do rosto do elefante e com o cortador redondo, corte um círculo de massa branca para fazer o chapéu de cozinheiro nele, achatando-a e fazendo marcas até ficar parecendo um chapéu de cozinheiro;
  • Cole com a cola branca o chapéu na cabeça do elefante e espere alguns dias para secar. Passe o verniz fosco ou vitral e aplique uma dupla face na parte de trás do suporte.

Aprenda a fazer uma árvore de natal de fuxico

O ano passou voando e agora chegamos quase na reta final dele, aguardando um ano seguinte mais feliz, com saúde e dinheiro no bolso. E se você já está pensando nos ganhos que o natal pode lhe dar, que tal aprender a fazer uma árvore de natal de fuxicos? Fica linda, perfeita para ser vendida em pequenos vasinhos e dá pra vender por um preço bem legal e tirar um extra nesse final de ano. Agora aprenda o passo a passo de como fazer uma árvore de natal de fuxico.

Material:

  • Palito de churrasco;
  • Retalhos de tecido;
  • Miçangas;
  • Tinta verde;
  • Musgo;
  • Vasinho (de preferência os de madeira);
  • Agulha e linha;
  • Argila;
  • Cola quente;
  • Enfeites de Natal.

 

 

Modo de Fazer:

  • Para fazer sua árvore de natal de fuxicos, primeiro pegue os palitos de churrasco e corte-os nos tamanhos de 21, 15 e 8 cm, e cole-os de cima para baixo do menor para o maior, centralizando-os em um palito de churrasco e deixe de lado para secar;
  • Caso você não saiba como se faz fuxicos, é só cortar de um retalho de tecido, um círculo de 9 cm de diâmetro e depois é só dobrar e alinhavar, puxando para fechar e depois é só arrematar. Fazendo por volta de 20 fuxicos para frente e verso de cada mini árvore de natal que for fazer;
  • Com os palitos secos e os fuxicos prontos, cole no palito maior 4 fuxicos, depois no do meio mais 3, no menor 2 e 1 na ponta do palito de churrasco, repetindo este processo na parte detrás da árvore;
  • Depois é pegar o vasinho de madeira, colocar uma bolinha de argila e espetar a árvore de fuxicos. Para dar uma incrementada, coloque musgos dentro para esconder a argila;
  • Agora é só decorar a árvore com enfeites de natal, fitas, estrelas e oque sua criatividade mandar. Você pode fazer várias árvores de natal de fuxicos de vários modelos, e vende-las entre R$ 30 a R$ 60,00. Boas vendas!

Veja como fazer banquinhos de latas de tinta

Quem não gosta da casa cheia de gente, principalmente agora que o finzinho do ano está chegando e junto com ele aquele calorzinho gostoso que chama praia, churrasco e muitos amigos? Para receber tanta gente em casa, vai faltar cadeiras…e agora, como fazer para ter assentos para todos?

A dica é ficar ligada nesse artigo, onde você irá aprender a usar aquelas latas de tinta de 18 litros usadas, e dar uma repaginada nelas e transformá-las em belos banquinhos para seus convidados. Veja neste tutorial como é que se faz banquinhos de latas de tinta.

 

 

Material:

  • Galão vazio e limpo de tinta de 18 litros;
  • Fita sianinha branca;
  • 50 cm de sarja;
  • 50 cm de tecido na cor que preferir;
  • 1 metro de entretela dupla face;
  • Ferro de passar;
  • Linha de costura número 10 na cor branca;
  • Máquina de costura;
  • Plumante;
  • Tesoura;
  • Agulha;
  • 50 cm de manta acrílica;
  • Molde de pétala;
  • Lápis.

Modo de Fazer:

  • Para começar, corte um retângulo de 50×92 cm no tecido na cor escolhida e corte outro agora de entretela no tamanho 50×90 cm e aplique a entretela no tecido com o auxílio do ferro de passar, deixando uma barra de 2 cm de espessura;
  • Na lata, retire a película dupla face da entretela e fixe. Com a ajuda de uma tesoura, retire excessos das laterais da lata e com a cola quente, cole as laterais do tecido;
  • Agora corte 16 retângulos aproximadamente, no tamanho de 20×28 cm de sarja e 8 retângulos de manta e no mesmo tamanho. Agora junte os retângulos, de forma a ter lado direito com lado direito e sempre a sarja em cima da manta;
  • Risque um molde de pétala de flor e costure e deixe uma pequena abertura. Tire os excessos e termine a costura do outros lado, formando pétalas de flor;
  • Para o miolo, é só cortar um círculo de 50 cm de diâmetro de tecido e alinhavar nas laterais, puxando depois e deixando parecer um saquinho, um fuxico. Agora coloque bastante plumante e feche costurando;
  • Cole 4 pétalas na extremidade da lata e depois o restante delas, colando o miolo por fim. Para dar um toque especial ao banquinho de lata, cole na base da lata e na lateral onde passou a cola quente, a fita sianinha que dá um toque especial e finaliza a peça.

Como fazer cesta de café da manhã

Para fazer de um momento especial, não precisa esperar datas comemorativas ou um motivo que te dê razões para expressar seu amor e carinho por quem você mais gosta. Dar um presente inesperado é sempre algo que deixa qualquer pessoa surpresa e imensamente feliz.

Porque você não oferece um presente feito por você mesma e que pode até gerar um lucro ou um negócio promissor e rentável no futuro? Cestas de café da manhã é uma ideia que já está em alta a bastante tempo e um belo presente para quem se ama. Quer ver como é fácil montar sua cesta? Siga nosso passo a passo e faça cestas de café da manhã para presentear ou vender.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Material

Para fazer sua cesta de café da manhã você vai precisar de:

  • Uma cesta de vime no tamanho que desejar (em lojas de festas ou doces você poderá encontrar vários modelos e tamanhos de cesta);
  • Fitas, fitilhos, laços e papel crepom;
  • Saco transparente ou decorado para colocar a cesta dentro e deixa-la mais acomodada e bonita;
  • Cola quente.

Produtos para colocar dentro da cesta:

  • Torradas integrais;
  • Frutas;
  • Iogurte;
  • Bolachas;
  • Biscoitos;
  • Cookies;
  • Café solúvel;
  • Açúcar ou adoçante em pacotinhos;
  • Mel;
  • Barra de Cereais;
  • Suco de frutas;
  • Você pode colocar também na cesta, um presente a parte e um cartão com uma bela mensagem.

Modo de fazer:

Pegue a cesta e vá colando com a cola quente, o papel crepom em toda a volta da cesta, de modo que o papel esconda toda a cesta. Dentro da cesta não é necessário colocar o crepom mas você pode colocar para acomodar os produtos de café da manhã, fitilhos prateados ou dourados que parecem fios de ovos e que deixam a cesta mais bonita e os produtos mais arrumados;

Para a decoração da alça da cesta, use uma cesta e vá enrolando ela por toda a alça, colando com a cola quente a ponta da fita no início da alça e fazendo o mesmo procedimento com o final da fita;

Depois que a cesta estiver decorada e os produtos acomodados nela, é hora de fechá-la com um saco transparente e próprio para cestas, que você encontra em lojas de festas. Para deixar a cesta corretamente dentro do saco, é só abri-lo e coloca-la bem no centro, depois fechando o saco com um fitilho e colocando um laço bem bonito e combinando com toda decoração da cesta para dar aquele gran finale.

Com essa ideia você pode fazer vários tipos de cestas além das de café da manhã, como de chocolates, de dia dos namorados, de dia das mães, dos pais, das crianças e de várias outras temáticas. Use sua criatividade e comece a ganhar dinheiro ou presentear quem você ama, com suas próprias cestas de café da manhã.

Dicas de Lembrancinhas para o casamento

Após os noivos e os convidados terem aproveitado ao máximo a cerimônia religiosa bem como a agitação, vem o momento dos recém-casados agradecerem às pessoas presentes com uma maneira um tanto padrão: lembranças de casamento. Com uma maneira delicada, contudo através de enorme agrado, existem muitos tipos de lembranças marcantes, logo vale a pena os noivos pesquisarem por fornecedores de lembranças para matrimônio. Os noivos vão surpreender seus convidados com incríveis lembrancinhas, sejam elas mais clássicas ou criativas. Os noivos devem optar pela lembrancinha do seu casório pensando que os seus convidados irão aproveitar bastante a lembrança e não vão deixá-la dentro de uma gaveta, por isso experimente surpreender por inteiro seus convidados com lembranças que vão marcar o teu casamento. Uma dica é trabalhar junto de itens com os quais os seus convidados possam decorar suas moradias.

E, em virtude de saber o número de lembrancinhas as quais os noivos devem obter, não é difícil: se for alguma coisa comestível, os noivos tem a possibilidade de estar distribuindo para homens, mulheres e inclusive para as crianças. Mas caso seja alguma lembrança como porta-jóias, flores, porta-retrato, objetos com biscuit entre demais possibilidades decorativas, o casal de noivos pode distribuir só para as mulheres. E lembrem-se que os noivos necessitam adquirir sempre dez por cento extras para aqueles os quais querem levar mais de uma lembrancinha pra casa.

Na hora de entregar as lembranças, os noivos podem comparecer às mesas, cumprimentando, agradecendo aos convidados e distribuindo as lembrancinhas do matrimônio. Uma outra escolha é deixá-las numa mesa decorada próximo ao lugar de saída ou então as lembranças podem ser deixadas no lugar de cada convidado na mesa antes deles chegarem para a festança. Esta última alternativa necessita ser planejada em acordo com o buffet contratato pra teu casório.

Fonte: http://www.artigonal.com

Lindos Panos de Pratos Artesanais

Nenhum outro lugar reforça tanto a nossa personalidade e o nosso estado de espírito quanto a nossa casa. E para que a sua casa reforce o que você tem de único, nada melhor que produtos exclusivos para decorá-la e torna-la aconchegante.

Todo mundo precisa de pano de prato em casa, não é mesmo? Muitas avós e mães têm o costume de fazer os panos de prato em casa, com atenção em cada detalhe de cada paninho feito!

Como são feitos à mão e por diversas pessoas, os panos artesanais são sempre únicos, sendo estampados, pintados ou bordados, com o toque das mãos, garantindo um resultado bonito e exclusivo!

As pinturas no tecido ou as estampas são utilizadas em menores quantidades na hora de se fazer panos de prato. Na maioria dos casos, eles são bordados com desenhos de frutas e comidas, tudo relacionado a cozinha. Em épocas de datas festivas, como o Natal e a Páscoa, desenhos de Papai Noel e renas natalinas, e de Coelhinho ou ovinhos da Páscoa, são utilizados como boas opções para os panos, que também podem enfeitar a sua casa!

A criatividade na hora de desenhar é uma liberdade para inventar os panos de prato como quiser. Para isso, esboços da ideia de desenho, tendo em mente o pano de prato pode cumprir mais do que a função de enxugar os talheres, são sempre essenciais. Ele também pode decorar a casa e alegrar o ambiente!

Hoje é comum comprar panos para customizá-los e personalizá-los com estampas que nós mesmos criamos e desenhamos, de acordo com os moldes bem quisermos.

Desenhar à Mão Livre é Muito Complicado?

Quando somos crianças, temos uma tendência natural para desenhar figuras tais como carros, casas, paisagens, pessoas, uma série de figuras que consideramos interessantes. Tudo isso nos parece extremamente fácil de desenhar, visto que não nos preocupamos com os detalhes, partimos para a representação simbólica dos objetos a nossa volta. Isso pode ser muito bonito quando somos crianças, mas e quando nos tornamos adultos, o que acontece com nosso desenho?

Nós conseguimos evoluir a fala, nossas relações sociais mudam, paramos de brincar e passamos a nos dedicar ao trabalho. Nesse ponto da vida, como está a nossa habilidade para o desenho? Posso garantir que 95% das pessoas responderiam que a qualidade de seus desenhos permanece igual.

Porque isso acontece?  Porque apenas a habilidade ao desenhar não evoluiu?

A resposta é simples e tudo se deve ao fato de que essas pessoas continuam representando imagens através de símbolos.  Isso pode ser trágico quando precisamos expressar nossos pontos de vista para outras pessoas através do desenho.

Artistas pensam um pouco diferente

A mente do artista não enxerga símbolos. Ao invés disso, procura traçar linhas e formas e a relação entre elas. Dessa forma, todos os artistas evitam colocar qualquer nome nos objetos que estão desenhando. Preferem imaginar que estão desenhando apenas figuras sem sentido, tudo para não caírem na tentação de simbolizar elementos do desenho com formas geométricas.

A grande verdade é que todos querem desenhar o sol com dois olhos e uma boca. Essa é mais uma característica do desenho infantil, que tenta humanizar os objetos atribuindo a eles formas familiares.

Agora que você entendeu a linha que separa os desenhistas amadores dos grandes artistas, poderá dar seus primeiros passos para se tornar um(a) grande desenhista.  A primeira coisa que se deve fazer é procurar um bom curso de desenho, com todas as técnicas que os grandes mestres aplicam em suas obras de arte.

Após compreender como funcionam as técnicas do desenho, será muito fácil elaborar grandes obras, seja por observação ou imaginação.

Boa sorte!

Fonte: http://www.artigonal.com

Autor: 

Anna Modugno – A mãe do Biscuit

Anna ModugnoA modelagem em porcelana fria, conhecida popularmente como ‘biscuit’ tem cada vez mais ganho  adeptos e simpatizantes em todo o Brasil.

O Biscuit tornou-se conhecido em meados de 1988, quando a artesã Anna Modugno, buscando maior resistência e durabilidade nas peças criadas, adicionou novos ingredientes a uma mistura defarinha, água e sal conhecida como “pasta di sale” .

Desde então, depois da nova abordagem de Anna Modugno através do refinamento da técnica e criação de uma linha de produtos e ferramentas, o biscuit vem se aprimorando e cada vez mais artesões tem se dedicado à atividade seja como hobby ou profissionalmente, criando um novo mercado, lucrativo e com muita criatividade.

Na época em que aprimorou a técnica, Anna ministrava aulas e realizava trabalhos em pintura em cerâmica, gesso, rosas porcelanizadas, vitral entre outros além de participar como colaboradora em revistas de artesanato.

Anna Modugno se tornou referência e sinônimo de biscuit  por meio  de seu trabalho em  programas na TV, revistas especializadas, feiras, eventos, ferramentas e produtos que tornaram o seu nome uma marca registrada.

Atualmente o biscuit tem ocupado cada vez mais seu espaço e peças como noivinhos em biscuit e topo de bolo dos mais variados tipos,  tem se tornado uma verdadeira febre entre simpatizantes e amantes da arte de modelagem ajudando muitas pessoas, não somente como fonte de renda, mas também como terapia muitas vezes recomendadas por psicólogos e médicos.

Esse sucesso, sem dúvida, deve-se ao trabalho de Anna Modugno que com paixão e profissionalismo tem divulgado a arte da modelagem em biscuit e influenciado gerações que admiram e respeitam o seu trabalho

Fonte: http://www.artigonal.com

Autor: